Anterior

Divulgado Edital para o Concurso Público da Prefeitura de Ouro Branco - RN

07/08/2017

Anterior

Próxima

Município de São José do Sabugi e Governo da Páraiba desenvolvem várias ações no DIA DA CIDADANIA. Confira as imagens:

11/08/2017

Próxima
11/08/2017 - 08:25
EXPLOSÃO DE APARELHO CELULAR DESTRÓI CÔMODO E MÓVEIS DE RESIDÊNCIA NO INTERIOR DA PARAÍBA

O fato aconteceu no municipio de Juru- PB

Explosão de Celular destrói cômodo de residencia na Paraíba

 

A explosão de um aparelho celular, ocorrida no final da tarde desta quinta-feira (10), em Juru, no Sertão da Paraíba, destruiu completamente o quarto de uma casa pertencente ao senhor Antônio Barros, localizada nas proximidades do matadouro público da cidade.

Com a explosão do celular - que no momento do acidente estava conectado à uma tomada de energia para carregar -, o telhado, móveis, roupas e documentes dos moradores da residência, entre outros pertences, foram incendiados pelas chamas do fogo, que rapidamente se alastrou e somente foi contido com a ajuda dos vizinhos depois de muita correria.

De acordo com Fábio, filho do proprietário da casa, a madeira do telhado ajudou a aumentar as chamas e todos os seus pertences ficaram totalmente destruídos. Mas, apesar do susto e das perdas materiais, por muita sorte ninguém ficou ferido.

A imagem pode conter: planta, noite, árvore, atividades ao ar livre e natureza

Acidentes assim são raros de acontecer, mas defeitos de fabricação do aparelho, ou da bateria, podem causar esse tipo de superaquecimento, sendo importante ao fazer o carregamento deixá-lo longe de produtos inflamáveis, que ajudam a propagar as chamas.

Na verdade, segundo informações de técnicos especializados no assunto, na maioria dos casos o problema não está no aparelho, mas na bateria. Quando um aparelho celular está ligado na tomada, a bateria eleva a temperatura automaticamente, então todo cuidado é pouco para evitar esse superaquecimento, o que pode levar à explosão. 

Ainda de acordo com informações de especialistas, os riscos são ainda maiores quando os carregadores usados não são oficiais da marca do aparelho ou não são homologados pela Anatel. A vistoria feita pelo órgão serve justamente para manter a qualidade dos produtos e o bem-estar do usuário final. 

Em casos de acidentes como este acontecido hoje em Juru, seja pelas condições acima ou não, a orientação é não deixar de procurar o vendedor e/ou o fabricante para exigir os seus direitos, a fim de ressarcir os prejuízos causados.

FONTE: Juru em Destaque



Veja mais fotos:




Link:




Deixe seu comentário



Vídeo


Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.